Redução do estômago por endoscopia é alternativa para pacientes com obesidade leve

Os pacientes com obesidade Grau 1, com IMC (Índice de Massa Corpórea) entre 30 e 35, não têm indicação de cirurgia bariátrica, como já falei em meu último artigo. No entanto, muitos deles querem e precisam perder peso, mas esbarram no insucesso de dietas da moda e até de tratamentos feitos com acompanhamento médico e nutricional. Tudo isso porque a perda de peso está diretamente relacionada a uma mudança de vida, com novos hábitos alimentares e exercícios físicos.

Recentemente, chegou ao Brasil uma nova opção de tratamento para as pessoas com Obesidade Grau 1, chamado Endosutura Gástrica. É um procedimento não cirúrgico, feito através de endoscopia, que reduz o tamanho do estômago em até 60%. Para vocês entenderem melhor, nós colocamos um aparelho acoplado à ponta do endoscópio e fazemos algumas “pregas” no estômago do paciente. Não há qualquer corte da barriga. Como a capacidade gástrica do estômago é reduzida, o paciente tem uma saciedade precoce, levando à perda de peso.

Apesar de ser recente no Brasil, a Endosutura Gástrica já é realizada há cinco anos na Europa e Estados Unidos e os resultados são bem positivos. Em média, os pacientes submetidos a este procedimento perdem em torno de 20% do seu peso inicial.

Por não ser um procedimento cirúrgico, a recuperação do paciente submetido à Endosutura Gástrica é mais rápida. Tudo deve ser realizado no centro cirúrgico, com anestesia geral, mas ele tem alta no mesmo dia. Em dois dias, já pode começar a retomar suas atividades normais.

A Endosutura Gástrica foi aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em novembro de 2015 e é importante destacar que ela foi desenvolvida pelo médico brasileiro Manoel Galvão Neto, que está ensinando a técnica para todo o mundo. Mais de quatro mil procedimentos já foram realizados em outros países.

Nós criamos uma página na internet com várias informações sobre a técnica, inclusive com o vídeo explicando como o procedimento é realizado. Quem quiser saber mais detalhes, pode acessar o www.endosuturagastrica.clinicaconcon.com.br.

Nós também temos o facebook do Grupo de Cirurgia Bariátrica de Valinhos (Facebook/bariatricavalinhos), com várias informações sobre tratamentos cirúrgicos e não cirúrgicos para a obesidade. O paciente obeso precisa conhecer todas as suas alternativas para, junto à equipe médica, decidir qual o tratamento mais adequado.

A obesidade causa muitas doenças, como pressão alta, diabetes, gordura no fígado, problemas nas articulações, artroses, enfim, uma lista de problemas que podem diminuir a qualidade de vida do paciente e até reduzir sua expectativa de vida.

Dr. Admar Concon Filho é cirurgião bariátrico e médico endoscopista. Lidera o Grupo de Cirurgia Bariátrica de Valinhos


Redução do estômago por endoscopia é alternativa para pacientes com obesidade leve

Orientações para pacientes de outros estados

Confira todo procedimento pré e pós operatório